Ponta Grossa

Ponta Grossa nasceu às margens do Caminho das Tropas, tradicional rota utilizada por criadores e comerciantes de gado. Em uma área doada para a Companhia de Jesus, em Itaycoca, foi construída uma capela sob a invocação de Santa Bárbara, marco da ocupação desta região, surgindo em seu entorno um pouso tropeiro.

Criou-se ali um encontro de caminhos, aumentando o trânsito de tropas e o estabelecimento de armazéns, selarias, ferrarias, engenhos, barbearias, Entre outros, para atender às necessidades dos tropeiros. Propiciando, assim, o aparecimento de um povoado.

Em 1894, a chegada da estação de ferro ligando Ponta Grossa a Curitiba e, em 1912, ligando São Paulo ao Rio Grande do Sul, consolidou a região como grande entroncamento ferroviário, contribuindo para o crescimento da região e para a chegada dos imigrantes. A presença da imigração impulsionou as atividades industriais, comércio, transporte e cultura.

Ponta Grossa destaca-se hoje no cenário turístico do sul do Brasil devido aos seus atrativos turísticos nacionalmente reconhecidos. O município possui alguns dos mais importantes atrativos turísticos do Paraná.

O maior evento da cidade é a Festa Nacional do Chopp Escuro – Münchenfest – que é realizada todos os anos, prestigiada por pessoas de todo o país. Sejam naturais, culturais ou históricos, os atrativos turísticos em Ponta Grossa proporcionam o turismo aliado ao lazer, cultura e diversão.

Visite o site da prefeitura: http://www.pontagrossa.pr.gov.br

Principais Atrativos:

  • Museu Campos Gerais
  • Complexo Ferroviário
  • Igreja Matriz de Sant`Ana – Catedral
  • Mosteiro da Ressurreição
  • Capela Santa Bárbara
  • Igreja Nossa Senhora do Rosário
  • Cânion e Rio São Jorge
  • Parque Margherita Sannini Masini
  • Recanto do Botuquara
  • Parque Municipal Rio Verde
  • Parque Estadual de Vila Velha (Arenitos, Furnas e Lagoa Dourada)